Início > Aleatório > Cinco Bons Motivos para Mentir

Cinco Bons Motivos para Mentir

quinta-feira, 8/abr/2010 Deixe um comentário Go to comments

Quinta-feira da semana passada foi o dia 1º de abril, conhecido como o Dia da Mentira (April’s Fool em inglês). Conforme comentou Lariss, eu poderia ter aproveitado a ocasião para falar de um tema propício. Só que eu acabei me dando conta disso muito tarde, e não dava mais tempo de escrever algo decente. Bem, antes tarde do que nunca, não é?

O tema hoje então é a mentira. Todos nós mentimos, ponto. Mamãe nos ensina desde pequeno que é importante falar a verdade, só que ela mesma mente! E, diferentemente de outros valores como liberdade, igualdade, etc, a verdade nem sempre parece ser a coisa mais certa em todos os momentos.

Relembrando um pouco os conceitos de Ética Profissional e da Teoria dos Jogos, podemos partir do ponto de que temos que é preciso encontrar o equilíbrio entre interesses pessoais e interesses coletivos. Daí vem que mentir para enganar os outros não é legal. Da mesma forma, ser culpado de algo e não se manifestar também não é justo. São casos como esses que se integram no conceito de honestidade, da qual nossa boa consciência costuma nos lembrar.

Fora isso, temos outros casos que podem merecer uma desvirtuação dos fatos. Com vocês, os cinco itens mentirosos da semana:

1. Segredo: não querer responder sobre sua opção sexual pode ser bem comprometedor. Certas omissões já revelam, infelizmente, verdades que poderiam muito bem ficar escondidas. Afinal de contas, muitos detalhes da vida pessoal não dizem respeito a ninguém. Além disso, se alguém lhe confia um segredo que não envolva má fé, cabe que ninguém mais saiba. Portanto, este é um caso em que a mentira é perfeitamente aceitável.

2. Amor: uma amiga me disse que ex-namorado é que nem vestido velho: você olha para a foto e se pergunta como foi capaz de usar aquilo. Genial! E logo você, que costumava dizer sempre que ele era muito bonito! E o pior: você realmente acreditava naquilo! O amor é cego e mentiroso, meus caros, mas quem liga? Se você ilude apenas a si mesmo, ninguém tem nada a ver com isso! Só tome cuidado para não exagerar, pois quando a idealização se quebra, o estrago costuma ser grande. Obs: outras paixões, como ideologias e times esportivos, padecem do mesmo mal.

3. Surpresas: aqui eu não preciso exemplificar muito. Fazer uma festa-surpresa envolve, por definição, não contar sobre o evento para quem for homenageado, custe o que custar. Um presente grande de esconder talvez precise de uma mentirinha também. Seja como for, não existe nenhum problema aqui, até porque a verdade é revelada no final das contas. O importante é apenas tomar cuidado para que dê tudo certo e para que a surpresa seja realmente boa. Pessoalmente, eu prefiro até saber de antemão logo, para poder me preparar psicologicamente e desfrutar melhor.

4. Simplificação: pais costumam falar de Papai Noel e Coelho da Páscoa para seus filhos pequenos – talvez para que eles não aborreçam tanto para ganhar coisas. No colégio, os professores nos ensinam diversos conceitos de física e matemática que não estão de acordo com as teorias mais modernas. Ou seja, às vezes a mentira soa mais bela e compreensível do que a verdade. Também não há nada demais aqui: quem escuta acaba preferindo mesmo ficar com a versão mais simples, e pode um dia descobrir a verdade por si própria se for curiosa o suficiente.

5. Etiqueta: ok, imagina que uma mulher lhe pergunte se está bonita, pouco antes de sair para uma festa. Dizer que o vestido é parecido demais com uma cortina não é uma boa resposta, meu caro Marcell. Da mesma forma, recusar o convite para uma festa porque você está sem saco nenhum não costuma ser bem-visto pela sociedade. Inventar uma desculpa ou dizer o que a pessoa espera costuma ser chamado de “mentira branca”. Eu particularmente tento ser educadamente sincero nessas horas, principalmente quando tenho mais intimidade com a pessoa.

Seja qual for o caso, o importante é avaliar a situação e não ter taaanto medo de ser sincero. Não precisa contar seu segredo para todos, mas que tal se abrir com alguém de confiança pelo menos? Que tal idealizar menos aquilo que se ama? Que tal não ter tanto medo do que outra pessoa vai pensar de sua verdade?

About these ads
CategoriasAleatório Tags:
  1. Larissa
    quinta-feira, 8/abr/2010 às 9:18 AM | #1

    Dude, vc deve sempre aproveitar seu timing! Esse podia ser o da semana passada e hoje tinha q ser um do tipo, 5 coisas pra se fazer enquanto tá um temporal lá fora, ou coisa do gênero!!!
    :-P

    Quanto às mentiras, acredito q sejam necessárias nessas situações até pq ser honesto demais às vezes machuca o outro. Eu nunca fiz isso (*COF COF COF!*). Dps de ser sincero demais, não dá mais pra voltar atrás e às vezes vc se arrepende, até pq a pessoa pode nunca mais falar com vc. (mais uma vez, nunca aconteceu comigo… *COF COF COF!!!*)
    ;-)
    Bjinhos!!!

    • quinta-feira, 8/abr/2010 às 11:57 AM | #2

      Mas o que o Jan disse foi verdade, se tivesse postado no primeiro de Abril, teria que ser uma mentira. Tipo, 5 motivos pelos quais estou abandonando este blog. =P

      • Jan
        quinta-feira, 8/abr/2010 às 12:35 PM | #3

        Poderia ser, mas não sei se conseguiria inventar algo tão legal quanto o Animal Translator do Google.

    • Jan
      quinta-feira, 8/abr/2010 às 12:43 PM | #4

      Poxa, a história do temporal foi na terça! Eu demoro um pouco para pensar e escrever coisas legais para vocês, caros leitores. Fora que, pasmem, eu trabalhei daqui de casa nesses dois dias.

      Acho que sempre depende de como você diz a verdade. Eu tento ser educado, e até uso um eufemismo se for o caso. Às vezes erramos na mão, claro. Desculpas existem para isso.

      Você é legal, Lariss! Sua sinceridade não é deselegante, pelo menos não nesses últimos anos.

  2. Marilia
    quinta-feira, 8/abr/2010 às 10:51 AM | #5

    Hahaha, concordo com a Laris! 5 coisas para se fazer no dilúvio seria de fato um post interessante!

    Gostei da definição de ex-namorado! hehehe

    Bjos!

    • Jan
      quinta-feira, 8/abr/2010 às 1:44 PM | #6

      Olá, Marilia! Obrigado por aparecer aqui nos comentários! Claro, sei que você acompanha o blog pelo RSS, mas opiniões são sempre bem-vindas.

      Se você ou a Lariss tiverem sugestões para este post do dilúvio, sou todo ouvidos. Eu fiquei meio entediado nesses dias.

      Legal a comparação, não é? Natalia que me disse.

  3. quinta-feira, 8/abr/2010 às 11:59 AM | #7

    Engraçado você usar da matéria de Ética Profissional para compor o tema de hoje, foi justamente a matéria em que todos (ou quase todos, generalizar é feio) usaram de mentirinhas “brancas” (termo mais preconceituoso…)para passar. =)

    • Jan
      quinta-feira, 8/abr/2010 às 12:46 PM | #8

      Mentiras brancas é bondade de sua parte. Algumas pessoas mentem descaradamente dizendo que fizeram projetos sociais sem ter feito nada. O nosso grupo, pelo menos, foi honesto.

      Aliás, pelo que contam Lariss e Viny, um dos membros do grupo deles foi honesto demais na hora errada. A verdade tem seus momentos adequados.

  4. vania
    sexta-feira, 9/abr/2010 às 9:53 AM | #9

    Olá Garoto !
    Há uma mentira quase obrigatória : a pessoa vai muito mal e , quando perguntam _” Como vai , tudo bem ? ” É melhor dizer _ “Tudo legal.” do que começar a desfiar um rosário de problemas , né ?
    BJS , Vania

    • Jan
      sábado, 10/abr/2010 às 6:42 PM | #10

      Acho que isso poderia entrar no item 4, simplificação. Você não quer ter o trabalho de explicar a história toda e desconversa com o “Tudo bem”.

  1. quinta-feira, 10/jun/2010 às 5:06 PM | #1

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: